Tecnologias desenvolvidas pela Rumo na operação ferroviária são destaques do 32º Supply Chain & Logística

Representantes da área de inovação da Rumo estiveram presentes no 32º Simpósio Supply Chain & Logística, realizado em São Paulo (SP) entre 24 e 25 de outubro. As transformações digitais aplicadas na ferrovia foram destaques no evento, destinado ao compartilhamento de experiências inovadoras entre instituições de transporte, indústria e abastecimento de todo o País.

Com um complexo plano tecnológico, destinado a otimizar recursos e reduzir riscos na rotina ferroviária, a Rumo é pioneira da prática no ramo. Entre os 23 palestrantes do encontro, a gerente de Inovação, Vivian Gasperino, apresentou as mudanças que a Companhia vem estabelecendo desde 2016.

Previsão e Otimização

“Além de investir na base de ativos, percebemos a necessidade de aprimorar o uso de tecnologia para potencializar nossos resultados”, explica a executiva. Assim, os sistemas de monitoramento das operações foram aperfeiçoados, aumentando a assertividade da previsão de chegada dos trens a terminais, reduzindo horas extras com equipagem, o tempo de trem parado aguardando maquinista e facilitando todo o processo de convocação e gestão de maquinistas nas quatro malhas da Rumo.

Segurança

Com sensores desenvolvidos especialmente para colher dados, os investimentos passaram a ser mais coerentes com as demandas do dia a dia ferroviário, viabilizando a resolução de problemas técnicos e estruturais. Além disso, as informações são constantemente analisadas e regras de negócio foram definidas de forma a gerar alertas em caso de desvios. Esses alertas são monitorados em tempo real pelo Sistema chamado de Supervisório, permitindo antever alguns incidentes e trazendo mais segurança e eficácia à operação.

Gestão de Maquinistas

O aplicativo Chave na Mão trouxe benefícios para a rotina dos maquinistas. Além de facilitar a comunicação com os maquinistas e a convocação de escalas, o software faz a gestão do ponto do maquinista integrada com as regras de negócio, diminuindo custos com horas extras e deslocamento. Desde que foi implantado em 2016, a média mensal de trens rodando aumentou em 26%, mas conseguimos manter o mesmo número de maquinistas e reduzir custos extras.

Desafios

Além dos constantes investimentos em ativos e segurança, existe uma grande oportunidade de aplicação de novas tecnologias e soluções de inteligência artificial para aumentar o resultado das operações, mas ainda é preciso reforçar o pensamento inovador na rotina ferroviária. “A mudança de comportamento é gradual e vem de dentro, uma vez que a ferrovia ainda é um ambiente conservador. Toda uma cultura está em transformação”, afirma a gerente.

Ao assumir conceitos como “testar, falhar, aprender e consertar” em ciclos curtos, característicos de startups, os benefícios para a Companhia são diversos. “Além disso, nós acreditamos no modelo de inovação aberta para acelerar os desenvolvimentos e reduzir riscos. Afinal, é muito mais difícil fazer tudo sozinho”, reforça Vivian. Com o propósito de atualizar métodos, estimular o networking e incentivar a pesquisa, a Rumo participa ativamente do ecossistema de inovação - com destaque na organização do Distrito Spark CWB e da parceria com o Senai no ISI de Maringá.

Sobre a Rumo

A Rumo é a maior operadora logística com base ferroviária independente do Brasil e América Latina. A Companhia tem mais de 12 mil quilômetros de trilhos formados por quatro concessões em seis estados: São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Com mil locomotivas e 25 mil vagões, a empresa oferece uma gama completa de serviços interligando centros de produção, polos consumidores e portos marítimos.

Atendimento à Imprensa

Marco Espanha (marco.espanha@loures.com.br)
+ 55 (41) 9 9917-8368

Allan Scheid (allan.scheid@loures.com.br)
+ 55 (41) 9 9910-7641

Rodrigo Pereira (rodrigo.pereira@loures.com.br)
+ 55 (11) 9 9661-5359

Fábio Rogério (fabio.rogerio@loures.com.br)
+ 55 (13) 9 8816-5233