Radar

A Radar é uma gestora de propriedades agrícolas, criada em 2008, em resposta à crescente demanda mundial por alimentos. Por meio da mais avançada tecnologia em geoprocessamento e agrometeorologia, a Radar compra e adequa propriedades rurais com potencial agrícola, seguindo estritamente as diretrizes estabelecidas pela legislação brasileira, especialmente pelo código florestal brasileiro.

Tudo isto para que operadores qualificados possam produzir com eficiência e bons resultados, sem comprometer o meio ambiente. Hoje, a companhia administra fazendas em oito estados do país, dedicadas ao plantio de cana-de-açúcar, soja, algodão e milho, entre outros. Para garantir a qualidade de seus investimentos, a Radar fiscaliza aspectos ambientais, sociais e econômicos de todo seu portfólio de terras. 

Mercado

  A Radar tem em seus negócios um olhar atento para os desafios globais. A ONU estima que seremos 9,6 bilhões de pessoas em 2050, criando o dobro da demanda atual de produtos agrícolas. Outro estudo, conduzido pela FAO, afirma que o crescimento da renda per capita impacta diretamente no aumento do consumo de calorias de proteína animal, que por sua vez demanda grande produção de grãos. Em outra frente, a busca por energias renováveis encontra no campo uma de suas alternativas, o biocombustível, fabricado a partir de produtos agrícolas como cana-de-açúcar, milho, mamona e soja, dentre outros. Estes são exemplos de desafios que apontam para a mesma direção: a importância do uso sustentável da terra.

Líder no agronegócio mundial, o Brasil possui recursos naturais valiosos para enfrentar os desafios de forma eficiente e segura. Na última década, ocupou uma posição privilegiada na produção e exportação de alimentos, com liderança nos mercados de café, laranja, frango, soja, açúcar e carne bovina. Somado a isto, figura com um dos poucos países do mundo com grande porção de terras livres para o plantio, com aproximadamente 200 milhões de hectares disponíveis. Além disso, a expansão em curso de uma infraestrutura logística mais adequada completa o quadro promissor para a atividade agrícola no país.

É exatamente nesse cenário, de crescente demanda global e protagonismo brasileiro, que a Radar está estrategicamente posicionada para identificar, negociar e gerir, com responsabilidade e criação de valor, terras que contribuam para o desenvolvimento e aumento da produção agrícola. Com isso, o objetivo da Radar sempre será gerar valor com foco no desenvolvimento do Brasil.

 Modelo de Negócio

  1. Aquisição e arrendamento de terras

    A área comercial da Radar constrói relacionamentos duradouros com potenciais compradores e vendedores de propriedades agrícolas no Brasil. Em paralelo, a equipe técnica avalia o investimento em propriedades produtivas que são arrendadas a operadores líderes na produção de soja, milho, algodão, cana-de-açúcar, entre outros. O mapeamento das propriedades é feito com base em geoprocessamento e geoanálise, aplicando a mais avançada tecnologia em monitoramento via satélite.

  2. Gestão do portfólio

    As áreas de suporte contam com equipes focadas na titulação e adequação ambiental das propriedades, visando regularizar e preparar a terra para que operadores rurais de primeira possam cultivar com eficiência e bons resultados. Para adequar as propriedades ue administra ao código florestal brasileiro, um dos mais rígidos e completos do mundo, a Radar realiza o georreferenciamento do portfólio, a manutenção das áreas de preservação permanente, suas matas ciliares e as reservas naturais, além de recuperar áreas degradadas.

  3. Parceria com operadores e líderes de mercado

    Focada em ativos imobiliários e terras de qualidade, a Radar busca parceiros qualificados para operar as terras da empresa e estabelece alianças para uma gestão responsável das propriedades. Para isso, a Radar criou o Site Visit, um Check List periódico que contempla aspectos ambientais, sociais e econômicos, em sintonia com a legislação nacional e com pactos globais.

Performance

A Radar conta propriedades nos estados de São Paulo, Goiás, Piauí, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Minas Gerais, Tocantins. Sediada em São Paulo, possui quatro escritórios regionais, localizados em Piracicaba (SP), Botucatú (SP) e Balsas (MA).